4 regras para você enxergar seu futuro profissional

Já parou para pensar em qual profissão você estará atuando nos próximos anos de sua vida? Já fez suas escolhas? O curso? O emprego ideal? Onde está a sua felicidade?

Parecem perguntas vagas, até mesmo do tipo que pedem respostas genéricas, mas, é justamente por isso que elas devem ser feitas: ao não responder, você sequer começou a traçar seus planos.
Para te ajudar a definir os passos de sua vida nos próximos anos, vamos te mostrar as 4 regras para você enxergar seu futuro profissional.

1) O curso, o estágio, o mercado de trabalho
O primeiro passo é definir qual será o curso de sua faculdade. Onde você passará os próximos anos se dedicando de corpo e alma a aprender e desenvolver-se? A escolha do curso e da faculdade definirão sua estratégia para entrar no mercado de trabalho.
Em consequência, o próximo passo: entenda que cada área exige determinadas escolhas e, por isso, você poderá se encaixar ou não na escolha do estágio. Isso quer dizer que, ao escolher sua faculdade, você tem de ter ciência de onde poderá estagiar e concluir seu aprendizado inicial.
O mercado de trabalho, por sua vez, estará esperando pelo profissional que se dedicou a aprender e a se tornar excelente. Que tal começar a dar seus primeiros passos com a ajuda de um profissional (https://www.nube.com.br/ - http://www.ciee.org.br/portal/index.asp)?

2) O gosto pelo emprego e a ilusão do emprego ideal
Tornar-se um profissional excelente exige tempo e muita dedicação. Serão horas e horas de sua vida dedicadas ao aprendizado e à melhora constante de detalhes e projetos. É por isso que é fundamental compreender que o gosto pelo emprego não será algo fantasioso: você precisa colher, através de sua dedicação, os resultados. E o gosto surgirá pelas conquistas e aprendizados.
Porém, muita gente acha que o emprego ideal é aquele no qual você se dedica por determinado tempo, ou onde você estará sorrindo o tempo inteiro, ou até mesmo um lugar onde não há problemas. Doce ilusão!
O emprego ideal é aquele no qual o reconhecimento de seu esforço e resultados te estimula a continuar nele.

3) Os resultados acadêmicos e profissionais
É exatamente a parte do reconhecimento, uma consequência para você entender o que é o emprego ideal. Os resultados que você gera são sementes que você plantar para colher depois. Isso tanto em seu trabalho quanto em seu estudo.

4) A escolha
É aí que o bicho pega para muita gente. Como saber que fez a escolha certa? A certeza está em uma série de fatores que vão do aprendizado para a sua vida, para a sua área e para o seu futuro, como parte de sua evolução profissional; o tempo que você se dedica e os resultados que você colhe; o seu futuro naquele emprego ou na mesma área.
Todos itens que devem ser colocados constantemente em pensamentos sobre como planejar melhor o seu futuro e dar os próximos passos.


7 dicas na hora de escolher um profissional para a orientação vocacional.

Recentemente, visitando um casal de amigos, eles disseram que sua filhinha de apenas 8 anos, desde os 4 aninhos já dizia “quando eu crescer vou ser veterinária. Vou ter uma casa bem grande para cuidar de todos os animais”. E contaram várias histórias sobre a filha e os bichos.

Ás vezes, é assim, há pessoas que desde muito cedo já descobriu a sua vocação. Este é um passo muito importante, mas não é tudo. Mesmo sabendo o que se quer ser como profissional, é preciso tomar outras decisões importantes, onde estudar, se preparar para o vestibular, planejar o custeio da faculdade, etc. Mesmo estudando em uma universidade pública há outros gastos que precisam ser previstos. Mas, para a maioria das pessoas, a realidade não é esta. Em muitos casos, porém, você quer ser médico e professor, além de administrador, designer e cineasta. Afinal, estamos falando de seu futuro, o que significa muita coisa para você, não é mesmo? Comumente encontramos jovens do terceiro ano do ensino médio apavorados porque não conseguem se decidir. Há casos, de jovens que chegam às vésperas do vestibular em dúvida entre 5 ou 6 cursos. O grande medo? É se arrepender da decisão. Descobrir que não era bem aquilo. Perder tempo e dinheiro. Sentir-se frustrado e que está ficando para trás.

Neste sentido que a orientação vocacional pode ajudar muito. Para definir o melhor caminho para você, desde a escolha do curso ideal para fazer faculdade (ou até mesmo outros caminhos) e a sua entrada na profissão que tanto quer, é preciso muito cuidado e ter alguém capacitado para isso: um orientador vocacional. Ou seja, o profissional que te ajudará a alcançar seus objetivos.

Preparamos, então, 7 dicas de ouro sobre a orientação vocacional para você entender e começar a planejar seu futuro!
1) Profissional gabaritado
Para você entender bem a orientação vocacional, procure um profissional de sua confiança, em que haja empatia e que seja experiente. Para te acompanhar nesta etapa tão importante.

2) Caminhos afunilados
Em seu bate-papo com este profissional (psicólogo ou coach vocacional), você conhecerá mais a si mesmo através de ferramentas que serão trabalhadas nas sessões, ou seja, nada de ficar ainda mais confuso; você encontrará caminhos cada vez mais afunilados, encontrando respostas para o que você precisa saber para traçar seus planos.

3) A preocupação com o vestibular
É uma época complicada e é justamente por isso que você terá sua preocupação com o vestibular diminuída a ponto de ter certeza sobre suas escolhas. Já pensou não precisar entrar em desespero?

4) O curso certo para você
A orientação vocacional te ajudará a encontrar o melhor curso para o seu perfil, de acordo com o que você sonha em estudar (ou perceber, ainda, uma nova oportunidade!), e encontrar as respostas para que suas inscrições de vestibular sejam mais assertivas.

5) Trace seu objetivo
Com certeza, se chegou até aqui neste texto, você já está visualizando vários caminhos para a sua vida, um melhor que o outro. É com essa ideia de sucesso que você encontrará, na orientação vocacional, as respostas para traçar seu objetivo de vida e não errar em seu caminho.

6) A profissão ideal
Outra grande dúvida que te assombra é a escolha de sua carreira e, sobretudo, como começar. Essa é a grande vantagem de fazer a orientação vocacional, que te ajudará a definir seus próximos caminhos, sejam eles acadêmicos ou profissionais.

7) Segurança em suas escolhas
Eis o resultado de quando você conta com a ajuda de um profissional em orientação vocacional: maior segurança em suas escolhas. Dessa forma, você planeja os próximos anos de sua vida afunilando as opções.
As suas escolhas estarão muito bem encaminhadas e definidas; você estará seguro de si e cheio de vontade de fazer o curso certo e entrar de cabeça no mercado de trabalho!